07 dezembro, 2015

Sisu para preencher vagas ociosas no ensino superior


O Censo da Educação Superior de 2014 revelou que há, pelo menos, 114 mil vagas ociosas na educação superior nas instituições federais de ensino. 

Segundo declaração do próprio Ministro da Educação, Aloizio Mercadante:
Nós queremos todas essas vagas preenchidas com um critério transparente, republicano e meritocrático de acesso. Para isso, vamos mudar o mecanismo de repasse de verba para as instituições federais. O MEC não repassará recurso por vaga, mas sim por matrícula efetivamente realizada. Com o mesmo recurso que nós temos hoje, podemos ter 100 mil alunos a mais nas universidades federais.
Assim, o Ministério da Educação (MEC) anunciou a criação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) destinado ao preenchimento dessas vagas remanescentes. 



De acordo com cálculos do próprio MEC, se as instituições públicas de ensino superior aderirem ao sistema, o número de vagas crescerá para até 150 mil.

Critérios de acesso: 
  • Nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
  • Desempenho acadêmico do aluno na instituição em que ele está.
  • Qualidade do curso de onde se quer migrar.
  • Se o aluno é da região onde está a instituição pretendida.
  • Se o aluno já é graduado. 

O MEC pretende lançar o Sisu das vagas remanescentes no primeiro semestre de 2016.


Nenhum comentário :
Escreva comentários